. Viver de coaching: 5 razões para se tornar um coach! | Instituto Marcos Tito
  • Fortaleza: (85) 3108 8001

Viver de coaching: 5 razões para se tornar um coach!

Imagine trabalhar com um time de alta performance, engajado, motivado e consciente dos seus propósitos. Agora, faça esse mesmo exercício, tentando imaginar o poder de transformar pessoas para que elas atuem nas suas melhores versões, com o máximo desempenho. Essas duas situações são bastante comuns para quem opta por viver de coaching.

Coaching é uma das carreiras que mais cresce no mundo. E não é à toa! Essa profissão inclui inúmeras responsabilidades que permitem que você se desenvolva pessoal e profissionalmente, enquanto ajuda outras pessoas!

Se você tem interessa em contribuir, desenvolver e impulsionar equipes de trabalho e ajudar organizações e pessoas a atingirem seus objetivos, fique conosco até o final deste post e descubra as razões pelas quais você deveria viver de coaching!

Como funciona a profissão de coach?

Antes de qualquer coisa, é preciso entender claramente quem é o coach e o que ele faz. Coach é um termo em inglês que significa “treinador”, utilizado para denominar o profissional que ajuda as pessoas a buscarem seu melhor desempenho, tanto no âmbito pessoal quanto profissional.

O coach tem o papel fundamental de questionar, instigar e levar o coachee — a pessoa que está recebendo as seções de coaching — a encontrar caminhos que permitam que suas potencialidades sejam realizadas. Isso é feito por meio da determinação de objetivos e metas e pelo desenvolvimento das habilidades necessárias.

Para isso, qualquer pessoa pode tornar-se coach. Cada vez mais profissionais com expertise em uma atividade específica, tais como médicos, gestores e jornalistas, têm investido na formação em coaching com a finalidade de auxiliar outras pessoas a se desenvolverem na sua área de atuação.

É essencial entender que o trabalho do coach é o de atuar em determinado aspecto da vida de seu coachee, empregando ferramentas que facilitem a solução dos seus problemas. No entanto, o coach não fornece respostas ou soluções prontas.

Sua função é, exatamente, a de fazer com que o coachee encontre seus próprios caminhos por meio das suas habilidades e daquilo que ele tem potencial para realizar, mas, por algum motivo, ainda não fez.

Nesse sentido, o trabalho do coach tem um tempo determinado. Em geral, o processo dura até seis meses, com seções frequentes que podem chegar até três horas de duração, dependendo do caso. As seções, por sua vez, podem acontecer presencial ou virtualmente.

Além disso, o coach tem liberdade de trabalhar:

Quanto à remuneração, ela pode variar significativamente em decorrência:

Assim como qualquer outro profissional, o coach tem a possibilidade de qualificar seus serviços e tornar sua agenda cada vez mais disputada. Com isso, pode cobrar um pouco mais pelas seções e fornecer atendimento diferenciado para os coachees, além de se dedicar a outros projetos.

Inicialmente, é possível afirmar que a média de remuneração de um coach com pouca experiência de mercado seja estabelecida entre R$5 mil e R$10 mil. Para coaches mais requisitados, esse valor pode chegar aos R$50 mil mensais.

Como se tornar coach?

Se, para se tornar com coach, você está pensando que deve começar por procedimentos, investimentos, cursos e tudo mais, é melhor manter a calma. Tudo isso é verdadeiramente importante para viver de coaching. No entanto, existem algumas habilidades que são primordiais para esse profissional. 

Antes de sair inscrevendo-se em cursos de formação em coaching, é essencial entender que o coach tem um papel muito importante na vida de seus clientes. Por isso, para que seja possível orientar os coachees até a solução dos seus problemas, é preciso que o próprio coach esteja em um processo avançado de amadurecimento e autoconhecimento.

É de sua incumbência tornar as decisões do coachee mais claras e conscientes. Por isso, o próprio coach precisa desenvolver clareza e investir no seu autodesenvolvimento.

Entendido isso, é o momento certo de procurar a formação em coaching, que vai preparar você para atuar como coach em sua área de conhecimento. É importante prezar por formações com uma carga horária abrangente, que inclua encontros presenciais e vivências que fazem toda a diferença na sua preparação.

Entre as opções de formação e de atuação, estão o coaching:

As opções são diversas. Basta escolher aquela que mais tem a ver com você.

Agora que você já está por dentro do que acontece nessa profissão, que tal descobrir algumas razões para se tornar um coach? Continue conosco!

Quais os benefícios da profissão?

Contribuir com o crescimento e desenvolvimento de outras pessoas já é um benefício e tanto por si só. No entanto, existem outras razões igualmente interessantes para que você queira viver de coaching. Vamos conferir?

1. Crescimento pessoal

O coaching é uma metodologia poderosa de desenvolvimento. O mais interessante disso é que, tanto durante a sua formação quanto depois dela, atuando, você terá condições de se autodesenvolver de forma contínua.

Isso porque, além das ferramentas disponibilizadas, o curso de formação em coaching também possibilita que você assuma o controle da sua própria vida, descobrindo novos talentos, desenvolvendo potencialidades esquecidas, despertando sua inteligência emocional, quebrando paradigmas e eliminando sabotadores, melhorando seus relacionamentos, etc.

2. Expansão do portfólio de serviços

Esse benefício é percebido principalmente pelas pessoas que estão insatisfeitas com as suas carreiras ou que simplesmente sentem que poderiam contribuir mais a partir do que fazem. 

O coaching permite que você passe a oferecer um novo serviço, que pode ser desenvolvido de forma complementar à sua atividade principal, em horários flexíveis, ou como a sua única atividade, se você decidir viver de coaching.

3. Flexibilidade da agenda

Se você quer ter tempo e liberdade para executar suas atividades sem deixar de realizar boas entregas, o coaching é uma ótima opção de profissão. Com ele, você une a sua satisfação profissional com um propósito real de vida, fazendo o melhor de si constantemente.

O resultado será uma boa rentabilidade, qualidade e o valor reconhecido pelos seus clientes e, claro, a flexibilidade para agendar as seções no momento que ficar melhor para você e seus coachees.

4. Baixo investimento para ingressar

Para começar a atuar como coach, o principal investimento é o valor do curso, que pode variar de uma instituição para outra. Depois de estar certificado, você precisará realizar poucos investimentos para iniciar suas atividades.

Dependendo da forma como você pretende atuar, talvez precise apenas de um bom computador, com webcam e recursos de áudio — em caso de seções virtuais — ou, então, basta investir em uma sala com mobiliários.

5. Melhores resultados na vida e nos negócios

Além de impulsionar sua vida pessoal, o coaching é um ótimo auxílio para os negócios. Desenvolvendo suas principais habilidades, é possível que você alavanque sua carreira, descubra novas potencialidades, lance-se em novos conhecimentos. 

As estratégias, técnicas e ferramentas obtidas com o coaching também podem (e devem) fazer parte do seu dia a dia, permitindo que o principal beneficiado com essa capacitação seja você mesmo.

Agora que você já sabe por que se tornar um coach e começar a viver de coaching, que tal entender a relação existente entre sobrecarga de trabalho e produtividade?