. Quais são os desafios para uma pessoa com personalidade introspectiva no trabalho | Instituto Marcos Tito
  • Fortaleza: (85) 3108 8001

Quais são os desafios para uma pessoa com personalidade introspectiva no trabalho

Os introspectivos são profissionais que preferem um ambiente de trabalho onde possam se concentrar com mais facilidade sem ser interrompidos, portanto, escolhem trabalhar em silêncio e de maneira isolada, além de não gostarem de agitação nem de confusão enquanto exercem sua ocupação.

A realidade atual das empresas, entretanto, é um pouco diferente. O novo ambiente corporativo deste século é voltado à unidade: as salas costumam não ter divisórias, sendo compostas por espaços grandes, onde o som se propaga bastante, e todos têm acesso um ao outro. Dessa forma, o introspectivo precisa sair da sua zona de conforto.

Neste artigo, vamos mostrar quais são as principais características de uma personalidade introspectiva e explicaremos os maiores desafios que pessoas com esse tipo de perfil enfrentam em seu dia a dia no ambiente corporativo. Vamos lá?

Comportamentos comuns na personalidade introspectiva

Como mencionamos, os introspectivos preferem o silêncio para produzir e trabalham muito bem sozinhos, pois precisam de seu próprio espaço para conseguir pensar mais claramente sobre suas tarefas, já que praticam muito a autoanálise.

Frequentemente ligamos o conceito de introspecção a visões negativas sobre uma pessoa, acreditando que ela seja triste, isolada, preocupada além da conta e até deprimida. Muitas vezes, esses sinais também são confundidos com timidez, mas é importante distingui-los, pois são comportamentos de personalidades diferentes.

De acordo com a psicanalista e psicóloga Katya de Azevedo Araújo, a timidez pode ser um reflexo da dificuldade em se relacionar com outras pessoas e da incapacidade de tomar a frente em uma situação, ou seja, vem da insegurança em geral. Por outro lado, o introspectivo consegue agir e pensar a respeito de si mesmo e não é necessariamente uma pessoa insegura.

Acompanhe agora os benefícios que uma pessoa com esse tipo de personalidade pode trazer ao ambiente de trabalho!

Vantagens de um profissional introspectivo

Uma característica marcante desse tipo de colaborador é que ele procura estar sempre muito bem preparado para um encontro, uma entrevista ou uma reunião. São aquelas pessoas que gostam de ler as instruções de trabalho e os manuais, e de conhecer as regras e características de sua função e da empresa minuciosamente.

Além disso, os introspectivos têm uma grande vantagem: a verdadeira capacidade de ouvir. Este profissional tem o costume de parar, olhar, escutar e analisar — características muito importantes para encontrar as melhores soluções e se tornar um grande líder.

Exatamente por essa habilidade de conseguir parar e pensar com calma, podemos encontrar nesse tipo de pessoa uma maior capacidade de se focar, além de ser capaz de interpretar melhor aquilo que foi passado a ela, levando-a a tomar atitudes e decisões mais ponderadas — o que só pode gerar bons resultados.

No entanto, muitas vezes, o introspectivo encontra diversos obstáculos para conseguir trabalhar no mundo corporativo de hoje. Vamos listar essas dificuldades para, então, entendermos melhor qual é a melhor maneira de trabalhar com elas:

Desafios de uma pessoa introspectiva no trabalho

Um dos maiores defeitos da introspecção e da autoanálise — que costuma ser feita por aqueles que possuem esses traços — é o ato de pensar demais antes de agir, o que gera problemas com prazos e até falta de iniciativa.

Sabemos que diversos fatores, incluindo os percalços do dia a dia, podem afetar a produtividade e gerar conflitos de acordo com a personalidade do funcionário e como ele lida com essas situações. Vamos então às maiores dificuldades enfrentadas pelos introspectivos no ambiente de trabalho:

Impor seus limites

Esse tipo de profissional acaba não verbalizando suas ideias e deixa de esclarecer muitos de seus interesses, frequentemente por insegurança, outras vezes porque alguém acaba tomando as rédeas da situação antes que ele possa agir.

É muito comum que o introspectivo se veja sobrecarregado de tarefas por não conseguir dizer “não”, bem como que se depare com responsabilidades que vão além de sua capacidade; às vezes acontece até a exploração de sua aparente boa vontade em fazer de tudo por parte de outros colegas de trabalho.

Para saber colocar limites, é necessário praticar o autoconhecimento: é por meio dele que o introspectivo conseguirá entender melhor como funciona e reage à situações impertinentes do dia a dia. Assim, ficará mais fácil identificar aquilo que faz com que queira se esconder e ficar quietinho em seu canto confortável.

Sair da zona de conforto

Dar esse passo não é fácil para ninguém, mas os introspectivos podem sentir um incômodo ainda maior ao realizar atividades que não estejam em seus planos e trabalhar em ambientes com muitas pessoas.

Colaboradores que apresentam um perfil desse tipo não lidam muito bem com situações inesperadas, pois elas requerem um esforço maior, exigindo que se pense “fora da caixa”. Para isso, é necessário ter flexibilidade.

Adaptar-se ao barulho da empresa

Ambientes corporativos muito barulhentos atrapalham qualquer um, pois é muito difícil se concentrar com distrações por todos os lados. Porém, para uma pessoa que necessita de silêncio para produzir melhor, essa tarefa será bastante árdua.

É claro que existem regras que impõem limites para deixar os ruídos da sala ou andar de trabalho em níveis aceitáveis, mas, ainda assim, o introspectivo precisará de um esforço ainda maior para conseguir se concentrar no meio de tanta gente.

Relacionar-se melhor com seus colegas

Pessoas introspectivas não têm problemas em ficar sozinhas e não sentem tanta necessidade de se socializar, mas é preciso estar sempre atento para não chegar ao ponto de haver interferências significativas nos relacionamentos profissionais — e nos pessoais também.

É por meio de happy hours e encontros feitos por uma empresa que se conhece melhor os colegas de trabalho, promovendo um senso de união que culmina na melhora da comunicação entre todos.

Aliás, ao fazer um esforço para interagir mais com os outros funcionários, o introspectivo confiará mais neles e se sentirá mais confortável para expor suas ideias e ambições. Além disso, estreitará laços e conexões importantes para expandir seu conhecimento e, consequentemente, alavancar sua vida profissional.

Ter mais iniciativa

Exatamente por pensar demais antes de agir, muitas vezes, o profissional introspectivo acaba sendo deixado para trás e pode até não aproveitar todo seu potencial, perdendo chances de ter uma carreira mais sólida.

É necessário que ele consiga se comunicar de forma mais efetiva e delimite seus argumentos e planos claramente, podendo, assim, evitar muita dor de cabeça desnecessária que acaba tendo um preço muito alto em longo — e até curto — prazo.

Com todas essas informações em mãos, é possível perceber a importância de o profissional introspectivo lutar contra o desconforto em lidar com pessoas e se comunicar, para, então, conseguir sair de sua zona de conforto.

O trabalho nos dias de hoje pede muita relação interpessoal e networking, e essas características devem ser desenvolvidas da melhor maneira possível para a potencialização dos resultados.

Como pudemos perceber, é totalmente possível trabalhar de maneira mais efetiva com as características introspectivas de um colaborador, basta dar espaço para que ele se expresse e respeitar seu tempo.

Mudanças desse tipo podem trazer muito estresse e ansiedade, mas, para atingir esse objetivo e superar todas as dificuldades apresentadas neste artigo, pode-se procurar a ajuda de um profissional e a transição será feita de maneira mais tranquila.

A mudança de comportamento e atitudes é uma das funções do trabalho de coaching. Não é raro que profissionais procurem um coach para desenvolver suas habilidades interpessoais e de comunicação, já que esta é uma metodologia que contribui para a evolução rápida e efetiva de um profissional com personalidade introspectiva que apresente dificuldades de relacionamento.

E então, gostou de saber mais sobre esse tipo de perfil e como trabalhar melhor com todas as dificuldades que ele pode gerar? Então aproveite para assinar nossa newsletter e fique por dentro de nossas dicas do universo do desenvolvimento pessoal e profissional! Esperamos ver você por lá. Até a próxima!