. Profissionais qualificados estão em falta no mercado? | Instituto Marcos Tito
  • Fortaleza: (85) 3108 8001

Profissionais qualificados estão em falta no mercado?

© Depositphotos.com / photography33 Segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI) 69% das empresas são afetadas pela falta de mão de obra.

Apesar da temida crise que afeta o mercado nacional e internacional, a falta de profissionais qualificados é um dos principais responsáveis pelos altos índices de desemprego registrados no País.

Esta carência de profissionais capacitados para assumir funções específicas reflete-se em diversas pesquisas e dados, como a realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), responsável por identificar que 69% das empresas são afetadas pela falta de mão de obra. Para os mais otimistas, o quadro reflete um índice até que positivo: a busca por novas contratações e a impossibilidade de encontrar pessoas qualificadas pode demonstrar que o crescimento da empresa é constante.

O problema, neste caso, é que o trabalhador brasileiro não está crescendo e evoluindo na mesma velocidade que as empresas e o mercado. Justamente por isso, tornou-se muito comum encontrar profissionais estrangeiros ocupando posições específicas nas empresas brasileiras.

Vantagens de investir em qualificação profissional

Para tentar solucionar o problema da falta de profissionais qualificados, muitas empresas optam por direcionar boa parte de seus investimentos à qualificação interna dos profissionais, ou seja: em processos de ensino, treinamentos constantes e qualificação gradual dos colaboradores.

Esta solução é muito vantajosa para as empresas, uma vez que elas podem contar com funcionários devidamente qualificados e moldados de acordo com a cultura, as necessidades e os objetivos da organização. Os retornos desse tipo de investimento são muito benéficos para todos, e compensam mais do que correr atrás do prejuízo causado por colaboradores desqualificados.

Vale destacar que, nesse processo, as empresas passaram a escolher a dedo os colaboradores que passarão pelos programas de qualificação, uma vez que este é um investimento a longo prazo. Os colaboradores escolhidos geralmente são aqueles que apresentam comportamentos e hábitos considerados adequados e desejáveis, assim como habilidades de relacionamento, liderança e engajamento.

Como desenvolver suas habilidades profissionais

Além da qualificação interna, oferecida pelas próprias empresas, profissionais que estão interessados em aprimorar suas habilidades podem procurar por cursos de capacitação específicos para sua área de atuação.

Outra boa opção é apostar em um processo de Coaching, metodologia capaz de direcionar o aprendizado de novos conteúdos, eliminar limitações, quebrar paradigmas e criar novas visões de planejamento e crescimento a curto, médio e longo prazo.