. Descubra a importância de um mentor ou de participar de um grupo de mentoria! | Instituto Marcos Tito
  • Fortaleza: (85) 3108 8001

Descubra a importância de um mentor ou de participar de um grupo de mentoria!

Ninguém consegue nada sozinho. Com certeza, você já deve ter ouvido essa frase  diversas vezes. No mundo corporativo e na vida pessoal, é imprescindível contar com apoio de pessoas que desejam o nosso sucesso. Por isso, vale a pena entender a importância de um mentor ou de um grupo de mentoria.

Mesmo os que já possuem mais experiência profissional, precisam, em alguns momentos, de alguém para analisar melhor as situações enfrentadas e o que pode ser feito para resolver as demandas do dia a dia com mais tranquilidade e inteligência.

Neste post, vamos abordar como pode ser interessante contar com um mentor e a diferença dele em relação a um coach. Também vamos destacar a relevância da orientação profissional para alcançarmos sonhos e metas e como você pode escolher um coach para avançar na carreira e na vida pessoal. Confira!

Entenda a importância de um mentor e de um grupo de mentoria

Nem sempre estamos habilitados para verificar com exatidão o que estamos enfrentando no ambiente de trabalho e em outras situações do cotidiano. Isso faz com que seja interessante contar com um mentor para nos ajudar a compreender as dificuldades que nos impedem de evoluir.

Uma pessoa experiente pode contribuir para termos uma postura mais madura diante das dificuldades. Essa influência é fundamental para encontrarmos soluções para as demandas e colocarmos em prática ações que nos proporcionem um maior reconhecimento no trabalho e nos demais ambientes que frequentamos. 

Se for viável, procure participar de um grupo de mentoria. Essa atividade vai permitir que você troque experiências e tenha uma visão mais ampla de como pode corrigir erros e aproveitar melhor as suas potencialidades.

Compreenda a diferença entre um mentor e um coach

É comum alguns confundirem a postura de um mentor com a de um coach, porém, existem diferenças que devem ser levadas em consideração. O segundo trabalha com base em um método a ser aprendido e que não oferece um manual de instruções sobre o que fazer para o coachee (cliente).

Adotando técnicas e ferramentas como perguntas, o coach avalia o potencial do cliente e monta a estratégia para o coachee alcançar bons resultados. Esse processo é construído com base em uma parceria em que as duas partes precisam atuar com seriedade e inteligência.

No caso do mentor, ele usa a experiência obtida em um tema específico para ajudar o cliente. A mentoria se caracteriza pela presença de um especialista no conteúdo a ser trabalhado. O profissional precisa ter expertise na área, porque fornece orientações e conselhos, além de direcionar e montar a estratégia.

A mentoria pode ser feita de maneira individual ou em grupo. Na segunda opção, o mentor trabalha com clientes com demandas bem parecidas, já que o profissional precisa ser um especialista no assunto.

Imagine que um mentor é especialista em atendimento ao público no comércio. Nesse caso, todos os integrantes do grupo devem estar interessados em obter conhecimentos de como melhorar a qualidade dos serviços prestados aos clientes para aumentar as vendas e fidelizá-los. Se um dos participantes estiver interessado também em compreender como gerenciar as finanças de um negócio, não vai atingir todos os objetivos com a mentoria.  

Atendimento

Não há uma regra fixa nos serviços prestados por um mentor. O coach já tem um padrão de atendimento, porque oferece 10 sessões com intervalos quinzenais em média. Além disso, ele trabalha com base em normas, competências a serem desenvolvidas, certificações e padrões estudados há anos.

A mentoria funciona de maneira mais informal e não apresenta um método específico. O trabalho é feito de forma mais fluida. Os serviços de um mentor podem ser comprados em um pacote com 10 sessões, que possuem início, meio e fim. Eles também podem ser prestados durante o período de três a quatro meses com encontros mensais, em que são passadas diversas tarefas.

O contrato com um mentor pode não exigir encontros formais e periódicos para tratar da demanda do cliente. Dificilmente, a mentoria vai oferecer um trabalho direcionado para questões pessoais, porque o principal foco é atuar no segmento em que o profissional é especialista.

Se você pretende trabalhar aspectos da sua personalidade, o mais indicado é pedir a colaboração de um coach. Esse profissional tem uma preparação direcionada para ajudar os clientes a superarem dificuldades relacionadas a fatores comportamentais.

Analise a contribuição de um mentor na vida profissional e pessoal

As pessoas querem alcançar o sucesso em todos os segmentos da vida. Com certeza, isso não é uma missão fácil. Por outro lado, contar com uma ajuda especializada pode fazer a diferença. No campo profissional, o mentor tem muita experiência em uma determinada atividade e pode mostrar como é possível obter bons resultados de maneira mais prática, inteligente e rápida.

Por orgulho e vaidade, muitas pessoas preferem seguir a trajetória profissional sozinhas, mesmo precisando claramente de ajuda. Com base no know-how obtido, o mentor contribui para o cliente fixar metas viáveis de serem concretizadas. Para isso, estabelece objetivos para você adquirir mais conhecimento e experiência profissional.

Essa ação mostra a importância de um mentor para o cliente. Isso porque vai ajudá-lo a compreender melhor o mundo corporativo e as tendências do segmento em que trabalha. Assim, você estará mais preparado para avançar na carreira.

À medida que temos um maior reconhecimento profissional, estaremos mais satisfeitos com nós mesmos. Inegavelmente, isso ajuda a nos conhecer melhor e a estarmos mais abertos a evoluir no campo pessoal.

Avalie a possibilidade de contratar um coach

Agora, você já sabe a importância de um mentor para o seu crescimento. Também é interessante pensar na possibilidade de escolher um coach. No mercado nacional, há diversos profissionais habilitados e com diversas certificações que vão oferecer um serviço de alto nível.

Um bom exemplo é o Marcos Tito, que tem mais de 4 mil horas de sessões individuais de coach e 8 anos de experiência nesse setor. Além disso, está há 17 anos no segmento de consultoria empresarial trabalhando com processos, pessoas e resultados.

Sem dúvida, é um grande diferencial ter prática e experiência na área. Com mestrado de coach nos EUA e diversas capacitações, Marcos Tito também atua como mentor de dezenas de coaches.

Vários clientes já o contrataram para o trabalho de mentor coach. Nesse caso, ele utiliza técnicas de mentoria para ajudá-los na carreira e adota procedimentos de coach para o alcance dos objetivos estabelecidos.

A mentoria e o coach são dois processos relevantes para uma pessoa sair da zona de conforto e buscar a melhoria contínua. Se você deseja compreender melhor a importância de um mentor, conheça, agora mesmo, 6 práticas para se manter atualizado para o mercado de trabalho. Estar bem informado sempre nos ajuda a evoluir!